A ficha ainda não caiu!

Escrito por:
Marildes do Rêgo (Foto: Internet)
Marildes do Rêgo
(Foto: Internet)

Estão circulando, novamente, comentários nas redes sociais, de que o prefeito eleito José Carlos Junqueira de Araújo, o Zé do Pátio (SD), irá nomear a ex-secretária de saúde da administração de Percival Santos Muniz (PPS), Marildes Ferreira do Rêgo (PSD), para fazer parte de seu secretariado.
Quanto a isso, o blog Estela Boranga comenta já desmentiu em matéria anterior, factóides que teriam sido espalhados – no dia 03 de outubro – por amigos chegados da ex-secretária de Saúde, que davam conta de que ela seria nomeada novamente para o cargo, na futura gestão de Zé do Pátio.
O blog sabe de antemão, que o deputado estadual e primeiro-secretário da Assembleia Legislativa de Mato Grosso, Ondanir Bortolini, o Nininho (PSD), manteve conversação com Zé Carlos do Pátio, quanto a Marildes do Rêgo retornar ao cargo, sem que isso possa ser considerado como efetivamente decidido.
Vejamos os porquês: Marildes concorreu ao cargo de vice-prefeito, na chapa de Rogério Salles (PSDB); tem o Ministério Público Estadual (MPE) na sua “cola”, por acúmulo de cargos (que irei abordar em outra matéria) e estar denunciada por irregularidades que teriam sido cometidas durante sua gestão na Secretaria Municipal de Saúde,  que estão sendo investigadas tanto pelo MPE quanto pelo Ministério Público Federal (MPF), onde outras pessoas também estão denunciadas.
Além da sua péssima administração na Saúde, como bem comprovou a não revelação até hoje do imbróglio envolvendo pagamentos dos plantões médicos do extinto Pronto Atendimento (PA) e a negativa de que existiam casos de microcefalia em Rondonópolis, enquanto a Santa Casa e o Escritório Regional de Saúde, diziam o contrário.
Por outro lado, há um nome de competência inquestionável para o cargo de Saúde, que é o de Valdecir Feltrin – atual secretário de Receita do município, que já foi secretário da Pasta na gestão “abortada” de Zé Carlos e que é de sua extrema confiança.
Portanto, é mais do que duvidoso que Zé Carlos do Pátio venha a nomear a do Rêgo, uma vez que há tantos questionamentos sobre sua conduta pública, que ainda não foram esclarecidos.
E o prefeito eleito, certamente, não vai querer “queimar” sua administração logo no início de seu mandato, com um escândalo que possa estar na iminência de vir a acontecer.
Como eu já disse anteriormente, vamos dar tempo ao tempo, que ele é o senhor da razão!

Continue Lendo


Opine aqui

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *