A “poderosa” do Supremo, assume a Presidência do Brasil na sexta

Escrito por:
Cármem Lúcia ocupará o cargo maior da Nação
(Getty)

Dando continuidade à fase de “Poderosa”, segundo o termo usado pelo ministro Marco Aurélio de Mello ao final da votação do habeas corpus de Lula no dia 04, a presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Cármen Lúcia, assumirá a Presidência da República na sexta-feira (13).
A ministra substituirá interinamente, por dois dias, ao ilegítimo presidente, que viaja na quinta-feira (12) para Lima, capital do Peru, onde irá participar da Cúpula das Américas nos dias 13 e 14 (sexta e sábado).
Temer se fará acompanhar pelo sucessor direto e não menos golpista, Rodrigo Maia (DEM) – presidente da Câmara dos Deputados. Terceiro na linha sucessória, Eunício Oliveira (MDB) – presidente do Senado, viajará ao Japão e também não poderá assumir o cargo.
Certamente que a ocupação interina do cargo por Cármem Lúcia – que é a quarta na linha sucessória – deve ter sido um dos assuntos tratados entre Temer e ela, quando a visitou em sua residência na manhã do dia 13 do mês passado, cinco dias após o ministro Luís Roberto Barroso, do STF, determinar a quebra do sigilo bancário do golpista, no inquérito que investiga irregularidades na elaboração da Medida Provisória 595, conhecida como MP dos Portos.
Mesmo que seja por dois dias apenas, a ministra terá o gostinho de sentar na cadeira presidencial; prerrogativa direta de quem é eleito pelo voto popular.
E por tabela, desfrutar das “mordomias” que o cargo oferece.
A babação, podem ter certeza, não é em vão!

Continue Lendo


um comentário

Opine aqui

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *