Administração de jumento foi considerada “nota 10”

Escrito por:
Precioso recebeu diploma e medalha da UBD
(Agência RBS)

A empresa União Brasileira de Divulgação (UBD), de Pernambuco, com o pretexto de organizar seminários para oferecer premiações a políticos. Para demonstrar a falta de critérios na concessão dos títulos de “Gestor Nota 10”, a equipe do Fantástico – matéria veiculada ontem – negociou a compra de diploma e medalha a um jumento, o Precioso, de Paulista (PE). O custo da honraria foi de R$ 1.480.
A equipe do Fantástico conseguiu incluir o jumento Precioso na lista dos supostos cem melhores prefeitos do país, ao negociar com o diretor da UBD, Fernando Vieira da Cunha.
Precioso, então, foi convidado a receber a medalha de mérito e o diploma Gestor Nota 10 em outro encontro, desta vez em um hotel de Recife (PE). Ele teria sido aprovado em saúde, infraestrutura, educação, assistência social e transparência pública. Convidado pelo repórter a entregar o diploma no lado de fora do hotel, Cunha deparou com o jumento. Questionado se sentia vergonha em conceder um diploma ao animal, disse:
— Não, porque esse aqui carregou Jesus Cristo, ou não?
Rondonópolis
A UBD é a mesma “empresa” que “premiou”, em 2015, a ex-secretária Municipal de Saúde de Rondonópolis, Marildes Ferreira do Rêgo – candidata a deputada federal nas eleições deste ano –, por sua gestão à frente da SMS.
A ex-secretária foi escolhida pela UBD, como uma das 100 melhores Secretárias de Saúde do Brasil.
O assunto da concessão de tal “honraria” a Marildes do Rêgo, foi veiculado em várias matérias do Blog Estela Boranga comenta, inclusive mostrando a inidoneidade da União Brasileira de Divulgação, cujos “diretores” seriam ex-prefeitos e políticos do sertão de Pernambuco.
Da Redação com G1/Fantástico

Continue Lendo


Opine aqui

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *