Atendimento especial a portadores de fibromialgia

Escrito por:
Projeto é de autoria do vereador Silvio Negri

Os portadores de fibromialgia, em Rondonópolis, poderão ser incluídos nas filas de atendimento preferencial – já destinadas aos idosos, gestantes e pessoas com deficiência. Projeto de Lei 03/2019 neste sentido, de autoria do vereador Professor Silvio Negri (PCdoB), foi aprovado na sessão do dia 10 deste mês e aguarda sanção do Zé Carlos do Pátio (SD).
De acordo com o projeto, devido às limitações físicas, os portadores de fibromialgia terão acesso ao atendimento prioritário em órgãos e empresas públicas, em concessionárias de serviços públicos e em estabelecimentos privados. A lei se aplica também aos comércios que recebem pagamento de contas, além de estacionamento prioritário nas vias da cidade.
Segundo o vereador, os portadores da doença convivem com dores intensas, que podem ser prejudiciais para a rotina de quem concilia diversas atividades no dia a dia. “A fibromialgia não tem cura e os portadores necessitam de um respaldo. Nosso projeto visa dar apoio àqueles que precisam”, explica Silvio Negri.
O que é
Fibromialgia é uma síndrome comum, na qual a pessoa sente dores por todo o corpo durante longos períodos, com sensibilidade nas articulações, nos músculos, tendões e em outros tecidos moles.
Junto com a dor, a fibromialgia também causa fadiga, distúrbios do sono, dores de cabeça, depressão e ansiedade.
De cada 10 pacientes com fibromialgia, sete a nove são mulheres. Não se sabe a razão porque isto acontece. Não parece haver uma relação com hormônios, pois a fibromialgia afeta as mulheres tanto antes quanto depois da menopausa.
As causas da fibromialgia ainda são desconhecidas, mas existem vários fatores que estão frequentemente associados a esta síndrome, como Genética (é muito recorrente em pessoas da mesma família, o que pode ser um indicador de que existem algumas mutações genéticas capazes de causar a síndrome); Infecções por vírus e doenças autoimunes também podem estar envolvidas nas causas da fibromialgia; Distúrbio do sono, sedentarismo, ansiedade e depressão também podem estar ligados de alguma forma à síndrome; e Trauma físico ou emocional (a fibromialgia, às vezes, pode ser desencadeada por um trauma físico e o estresse psicológico também pode desencadear a condição).
A idade de aparecimento da fibromialgia, é geralmente entre os 30 e 60 anos. Porém, existem casos em pessoas mais velhas e também em crianças e adolescentes.
Com informações Portal Minha Vida


Opine aqui

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *