Bancada da Metralhadora

Escrito por:
(Ilustrativa)

Jair Bolsonaro (PSL-SP), em seus intentos como pré-candidato à Presidência, acena com a possibilidade de transformar a já existente “Bancada da Bala” na Câmara dos Deputados – composta por parlamentares que defendem o armamento da população e também os interesses das indústrias que fabricam armas-, em “Bancada da Metralhadora”.
Para tanto, está se empenhando ao máximo para eleger o maior número de parlamentares ligados a órgãos policiais, visando garantir maioria no legislativo federal, endurecer as leis penais e evitar o desarmamento.
Enquanto o que mais se quer é paz e harmonia, esse troglodita só pensa nisso.
Cabe ao povo decidir, através de seu voto, se compactua com essa intenção beligerante, que poderá se voltar contra ele ( o povo), num futuro próximo!

Continue Lendo


2 comments

  1. Vamos lembrar que METRALHADORA sempre foi o argumento convincente utilizado por JOSÉ STALIN, por MAO TSE TUNG, por POL POT, por FIDEL, pelo CHÊ e atualmente por MADURO. Bolsonaro não está propondo entregar metralhadoras para as pessoas de bem deste País, apenas dizendo que as pessoas quando cumprem os dispositivos legais podem adquirir armas permitidas aos civis. Mas tem uma parcela da imprensa “cubanizada” que não entende isso. Talvez, até, achem razoáveis as “METRANCAS” existentes nas mãos de contrabandistas, narcotraficantes, assaltantes de bancos e outros bandidos já conhecidos.
    BOLSONARO PRESIDENTE!

  2. Mais essa agora! No congresso, salvo engano, já existe bancada ruralista, bancada evangélica, bancada da bala, bancada gay, talvez até bancada dos simpatizantes dos traficantes do RJ (aquela turma da esquerda folclórica e estérica que protestou contra a presença do exército na intervenção federal na segurança do RJ), banca dos “amigos” do Temer e agora bancada da METRALHADORA. Esta, sem dúvida, ficaria muito bem nos parlamentos das ditaduras comunistas, se é que lá existem parlamentos.

Opine aqui

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *