“Barrados no baile”

Escrito por:
Dívidas com a Santa Casa são “pedras no sapato” de Taques

As assessorias – tanto do prefeito Zé Carlos do Pátio, quanto a do governador Pedro Taques – , estavam afiadíssimas ontem à tarde, antes da reunião com os prefeitos da Região Sul, na Prefeitura de Rondonópolis.
Tão logo foram assinados os termos de cessão temporária do CSU e do Ginásio de Esportes, Taques, Zé Carlos e convidados fizeram uma pausa para uma boquinha num buffet instalado no Gabinete e adentraram à reunião com os prefeitos, barrando a entrada da Imprensa na sala contígua, tendo inclusive a indelicadeza de barrarem também o vereador e presidente da Câmara Municipal, Rodrigo Lugli – que é do mesmo partido que Taques, o PSDB.
Por insistência do vereador – que preside o Poder Legislativo da cidade -, seu acesso foi permitido à reunião, cuja pauta não foi repassada à Imprensa, mas o Blog Estela Boranga comenta já sabia antes da reunião, que o assunto seria sobre os atrasos de repasses do governo estadual que estão causando embaraços ao Consórcio Regional de Saúde, que reúne 19 municípios da Região Sul de Mato Grosso.
Antes da reunião com Taques, era visível a preocupação dos prefeitos presentes, em relação à anunciada suspensão do atendimento da maternidade da Santa Casa de Misericórdia de Rondonópolis ao Consórcio Regional de Saúde, feita na semana passada pela diretoria da instituição de Saúde.
Um dos pontos do “tendão de Aquiles” de Taques, o atraso dos repasses não atinge somente Rondonópolis, mas também outras unidades de Saúde conveniadas, espalhadas por municípios mato-grossenses.
Não dá para entender o cuidado das assessorias, em esconder o que já é público e notório!

Continue Lendo


Opine aqui

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *