Bosaipo tem que devolver R$ 7 mi aos cofres de MT

Escrito por:
Além de deputado estadual, HB também foi conselheiro do TCE
(Marcos Bergamasco/TCE)

O ex-deputado estadual e ex-conselheiro do Tribunal de Contas de Mato Grosso (TCE/MT) que recebe salários acumulados da ordem de R$ 75,2 mil, pagos pelo contribuinte mato-grossense, tem prazo até o próximo dia 20 para  devolver R$ 7 milhões ao Erário estadual, segundo decisão da titular da Vara de Ação Civil Pública de Cuiabá, juíza Célia Vidotti, prolatada no dia 05 deste mês.
O prazo estabelecido pela magistrada para a devolução, é de 15 dias sob pena de ter os bens penhorados pela Justiça.
Bosaipo – condenado a 18 anos e quatro meses de prisão, no ano passado, por crime de desvio e lavagem de dinheiro cometido na Assembleia Legislativa de Mato Grosso (AL/MT) – conforme o MPE, acumula quatro fontes de renda: R$ 22 mil do TCE; R$ 12,3 mil de pensão parlamentar; R$ 28,4 mil de aposentadoria da AL; além de R$ 12,2 mil, oriundos de pensão especial por ter sido governador por 15 dias, em 2002.
Em fevereiro deste ano, Humberto Bosaipo foi acometido por um mal-estar e foi submetido a uma angioplastia – cirurgia cardíaca – num hospital da Capital, para desobstrução de uma artéria que estava impedindo o fluxo sanguíneo até o coração, que amigos próximos creditam à situação em que se encontra, perante a Justiça.

Continue Lendo


Opine aqui

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *