Cadê a fiscalização?

Número de contaminados exige interdição (Divulgação)
Número de contaminados exige interdição
(Divulgação)

O blog Estela Boranga comenta recebeu denúncia agora pela manhã, de que 10 funcionários de um supermercado de pequeno porte, localizado no bairro Monte Líbano, apesar de estarem apresentando sintomas de contágio pelo coronavírus, estariam cumprindo horário integral de trabalho há mais de uma semana.
Pelo número de contaminados, o estabelecimento deveria sofrer interdição pelas vigilâncias Sanitária e Epidemiológica, por contrariar determinações sanitárias de combate ao coronavírus, expressas anteriomente em decreto municipal, como já aconteceu em outras lojas comerciais da cidade.
Tentamos, sem sucesso, manter contato com o estabelecimento comercial, para ouvirmos a versão dos proprietários.
Igualmente, ligamos para os dois números de celular da Secretaria Municipal de Saúde (Whatsapp da Vigilância Sanitária: (66) 98459 9891 e Whatsapp para informações da Secretaria de Saúde: (66) 98438 2223), em cuja gravação que se ouve é citado que os números ligados, no momento, não estão recebendo ligações, apesar de constar o horário de atendimento das 7h às 19h (todos os dias) e ambos os números estarem  dispostos na aba CORONAVÍRUS (COVID-19) – INFORMAÇÕES MUNICIPAIS, como canais de comunicação, do site da Prefeitura Municipal de Rondonópolis.
E assim, sem ter a quem exigir providências, os consumidores ficam expostos ao contágio e passam a ser potenciais multiplicadores do vírus, representando altíssimos riscos  a familiares, principalmente aos que estejam se protegendo em isolamento domiciliar.