Caminhoneiros paralisam atividades amanhã, por tempo indeterminado

Escrito por:
Categoria vai paralisar atividades em todo o País
(Arquivo/divulgação)

Em protesto contra o aumento dos combustíveis, sobremaneira o óleo diesel, sancionado por Michel Temer na semana passada, caminhoneiros de todo o Brasil irão paralisar amanhã (1º) suas atividades por tempo indeterminado.
A categoria em Mato Grosso – estado em que se paga um dos valores mais altos pelos produtos – vai participar da paralisação, que só será encerrada depois do governo golpista baixar os valores dos combustíveis.
ATC
A Associação dos Transportadores de Cargas de Mato Grosso (ATC), sediada em Rondonópolis – composta por mais de 100 empresas do gênero e que agrega uma frota de cerca de 8 mil caminhões, entre bitrem e rodotrem – segundo informações repassadas agora há pouco ao Blog Estela Boranga comenta pelo diretor executivo da entidade, Miguel Mendes, não irá aderir ao movimento, aguardando um pouco mais o cenário em todo o País. “Mesmo assim, concordamos com as reivindicações e já prevemos que, com as outras entidades representativas aderindo, não haverá possibilidade de tráfego pela frota da ATC, cujos veículos deverão permanecer nos pátios das empresas”, salientou ele.
Adesão
Por outro lado, confirmaram a adesão ao movimento o Sindicato das Empresas de Transportes de Carga de Mato Grosso (Sindmat) e o Movimento dos Transportadores de Grãos (MTG) – que agrega os condutores autônomos, cujo representante, Gilson Baitaca, já se encontra em Rondonópolis desde a tarde de hoje, para iniciar o movimento amanhã, nas primeiras horas do dia, no trecho urbano das rodovias federais.
Baitaca já adiantou em entrevista à imprensa, que a classe espera que o governo federal recue desse aumento inadmissível, “que está sendo jogado nas costas do setor de transporte. Vamos lutar pela redução do valor do combustível, com o bloqueio acontecerá nas principais rodovias que cortam o Brasil e toda a classe está unida nessa causa” finalizou.


Opine aqui

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *