Cervejaria Petrópolis na mira da Defaz

Escrito por:
Unidade Rondonópolis, volta à cena

Enrolada em casos de pagamento de propinas e doações eleitorais da Odebrecht a políticos mato-grossenses conforme matéria da Revista IstoÉ veiculada em 2016 e enfocada pelo Blog Estela Boranga comenta (leia aqui), a unidade Rondonópolis da Cervejaria Petrópolis – a única no Centro-Oeste – agora está às voltas com os Fisco de Mato Grosso.
As investigações, a cargo da Delegacia Fazendária (Defaz) e do Comitê Interinstitucional de Recuperação de Ativos (CIRA), enfocam a assinatura em 2012, de um termo aditivo de incentivos fiscais ainda no governo de Silva Barbosa (ex-MDB e agora sem partido), que redundaram em prejuízo de R$ 800 milhões aos cofres estaduais.
Caráter fraudulento
Conforme consta das investigações, a Cervejaria Petrópolis conseguiu reduzir a cobrança de impostos em 90%, tanto para a própria empresa, quanto para os revendedores das cervejas Crystal e Itaipava e também chopp por ela produzidas, permitindo assim que os produtos fossem revendidos com preços inferiores aos praticados pelos concorrentes.
Tal termo, enfatiza a Defaz, por seu caráter fraudulento, nunca foi publicado e jamais tramitou nas instâncias competentes, como o Conselho Estadual de Desenvolvimento Empresarial (CEDEM).

Continue Lendo


Opine aqui

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *