Com saúde não se brinca!

Escrito por:

Os serviços prestados pelo Núcleo de Terapia Especializada em Cancerologia (Nutec), que haviam sido suspensos esta semana – sob a justificativa de que os recursos do SUS, não haviam sido repassados à empresa pela Santa Casa de Rondonópolis-, retornaram à normalidade ontem (15), após o prefeito Zé Carlos do Pátio (SD) e a Comissão de Saúde da Câmara de Vereadores terem mostrado disposição de acionar o Ministério Público Federal (MPF), para averiguar a realidade da situação financeira da unidade hospitalar.
Prestadora de diversos serviços a pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS), a Santa Casa, volta e meia, suspende o atendimento público em determinadas especialidades ou setores, alegando falta de recursos que não são repassados para a manutenção do convênio com a Prefeitura.
Vale lembrar que no meio desse turbilhão de contraditórios, estão os pacientes de Rondonópolis e também da Região Sul de Mato Grosso, que são atendidos pelo Consórcio Regional de Saúde, os quais ficam temerosos ante a possibilidade de ter suspensos seus tratamentos em curso.
Respeitando-se o histórico da instituição, cuja fundação aconteceu em 1971, esse tipo de situação não pode ser mais tolerado e as forças políticas de Rondonópolis devem se unir para que interrupções no atendimento como este e outros que já aconteceram anteriormente, não mais se repitam.
Que haja uma conciliação das partes envolvidas, em definitivo, para que a Santa Casa continue sendo o importante ponto de apoio em Saúde que tem sido ao longo dos anos, não somente aos serviços particulares, mas também ao público.
Até porque em relação a repasses atrasados pelo Governo do Estado ou mesmo pelo Governo Federal, o município tem arcado com recursos próprios, para que não aconteçam as suspensões no atendimento ao SUS.


Opine aqui

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *