Corrida ao Paiaguás poderá ter seis candidatos

Escrito por:
Eleição para o Paiaguás promete ser disputadíssima
(Secom/MT)

O “esquenta” para disputar o Palácio Paiaguás – sede do governo de Mato Grosso- visando as eleições deste ano, promete ser inédito.
E nesse “rebuliço” todo, conversações e também conchavos, além de rasteiras, estão fervilhando 24 horas por dia.
Num verdadeiro “vale-tudo”, grupos até então antagônicos estão se fundindo, na tentativa de eleger o candidato de cada um, já se esboçando nomes do atual governador Pedro Taques (PSDB), do senador Wellington Fagundes (PR), do ex-prefeito de Cuiabá, Mauro Mendes (DEM), do deputado federal Victório Galli (PSC) e do Procurador Mauro (Psol).
Outro nome que ganha força para a sucessão estadual, é o do deputado federal Adilton Sachetti, que deverá se filiar ao DEM de Julio e Jayme Campos, fazendo com que Mauro Mendes saia a federal.
Todavia, um fator será decisivo para que possam obter êxito: convencer o eleitorado, que desacredita na classe política e está enojado com a “lambança” que virou a política brasileira, e “está de olho” na ficha de cada um.
Mais do que nunca, nas eleições irá valer a frase: “O passado te condena”.
Quem não tiver o “rabo preso ou sujo”, poderá nutrir esperanças de vir a ser eleito.
Aguardemos!

Continue Lendo


Opine aqui

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *