Cortando as asinhas

Escrito por:
Moro colocou o carro na frente dos bois
(G1)

Sergio Moro encontrou enfim, quem lhe coloque no lugar.
Ontem, o Supremo Tribunal Federal (STF) cassou a decisão do juiz de Curitiba, que  determinava que o ex-ministro José Dirceu usasse tornozeleira eletrônica, pela soltura concedida a ele pela Segunda Turma da Corte, na semana passada.
Em sua colocação, o ministro Dias Toffoli ressaltou que a prisão de Dirceu não era provisória, mas de cumprimento de pena, por isso não deveriam ser retomadas as medidas cautelares, como argumentou o juiz paranaense e que Moro afrontou o STF ao determinar o uso do aparelho.
A decisão de Moro havia sido tomada antes mesmo de ele ter sido notificado pelo Supremo sobre a soltura. O juiz da 13ª Vara Federal de Curitiba determinou que Dirceu fosse a Curitiba em cinco dias para colocar o aparelho, três dias depois da decisão da Segunda Turma pela soltura de Dirceu.
“Considerando que a decisão proferida pela Segunda Turma, por maioria de três votos a um, em nenhum momento restabeleceu a prisão provisória do reclamante, tratando-se, no caso, de prisão-pena, a qual foi suspensa para assegurar a liberdade plena do ora reclamante, em razão da plausibilidade jurídica dos recursos interpostos e, mais ainda, por não subsistir nenhuma esfera de competência do Juízo da 13ª Vara Federal de Curitiba – que sequer foi comunicado da decisão desta Corte -, casso, até posterior deliberação da Segunda Turma, a decisão”, rebateu Toffoli.
Sem perder tempo, o procurador Deltan Dallagnol – um dos membros da “República de Curitiba” – insinuou em postagem no Twitter, que o Dias Toffoli havia derrubado a decisão de Sergio Moro, porque José Dirceu teria sido seu ‘ex-chefe’. “Dirceu foi preso p/ cumprir pena qd vigiam cautelares (como tornozeleira) Em seguida, 2ª Turma suspendeu pena contra decisão do STF q permite prisão em 2ª instância Naturalmente, cautelares voltavam a valer Agora, Toffoli cancela cautelares de seu ex-chefe”, postou Dallagnol.
Será que já estão pensando que o STF está abaixo deles?

Continue Lendo


Opine aqui

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *