DCM diz que Moro feriu Código de Ética da Magistratura

Escrito por:
Bretas (da Lava Jato do RJ) e Sergio Moro no evento da Petrobras
(Diego Vara/Reuters)

Segundo relata o jornalista Kiko Nogueira, na edição de hoje do site Diário do Centro do Mundo (DCM), o juiz federal Sergio Moro foi um dos palestrantes do “4º Evento Anual Petrobras em Compliance” na sede da Petrobras, no dia 8 deste mês, e admitiu que a estatal custeou parte de sua estadia no Rio, afirmando que “A participação do ora julgador no evento não foi remunerada, sendo apenas pagas diretamente pela Petrobras as despesas de deslocamento e de uma diária de hotel em quarto comum, como é de praxe para convidados de outras localidades. Assim, não houve cobrança de qualquer valor pelo julgador”.
Código de Ética
Kiko Nogueira reforça que o Código de Ética Magistratura, diz o seguinte: “É dever do magistrado recusar benefícios ou vantagens de ente público, de empresa privada ou de pessoa física que possam comprometer sua independência funcional”.
Ao finalizar a matéria, o jornalista frisa: “Em se tratando de Moro porém, tudo é permitido. Certo?”.

Continue Lendo


um comentário

  1. Esse tal KIKO deve ser mais um “comuna” de merda. SALVE MORO! LULA NA CADEIA! SALVE O MPF! SALVE A PF! BOLSONARO PRESIDENTE!

Opine aqui

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *