Delação de Permínio pode comprometer governador e deputados

Escrito por:

perminio taques(1)Segundo o jornalista cuiabano José Marcondes Muvuca, na edição de ontem em seu blog Muvuca Popular, a delação premiada do ex-Secretário Estadual de Educação, Permínio Pinto, poderá causar uma hecatombe (massacre de um grande número de pessoas) no ninho tucano de Mato Grosso.
Cita Muvuca, que o delator era comandante de ‘porteira fechada’ da principal e mais endinheirada secretaria do governo estadual, a Educação e que teria figurado nos 18 meses de gestão do governo Pedro Taques (PSDB), como chefe da quadrilha que teria roubado R$ 56 milhões dos cofres públicos, sendo parte desse dinheiro usada para abastecer campanhas eleitorais.
Permínio Pinto, continua o jornalista, algemado e escoltado por forte aparato policial, vai prestar depoimento aos promotores de Justiça e delegados do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), na quarta-feira (27), a partir das 14h.
Muvuca destaca na matéria, que se Permínio colaborar com a Justiça, conforme já se dispôs, poderá comprometer o próprio governador do Estado, além de um deputado federal e dois estaduais. Firmando o termo de colaboração premiada com o Ministério Público Estadual (MPE), Permínio teria a pena reduzida ou até mesmo extinta dependendo de suas revelações.
Em princípio, segue o jornalista, há suspeitas de que a maior parte da quantia roubada na Seduc tenha sido usada para pagamento de dívidas de campanha eleitoral, do agrupamento instalado no poder central do Estado e enriquecimento ilícito de outros assessores próximos ao governador.
Conclui Muvuca, que o rastro de pólvora deixado pelos tucanos de Mato Grosso pode fazer implodir as candidaturas do principal agrupamento político de Mato Grosso, bem como levar os mais graduados líderes da facção, para a cadeia.
Se as colocações de Muvuca se confirmarem, o “rebuliço” no ninho tucano vai ser grande!
Com informações/foto-montagem: Muvuca Popular


Opine aqui

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *