Dia do Jornalista: governo capixaba “parabeniza” categoria, com imagem de macaco

Escrito por:
Seria cômico, se não fosse trágico

Como se já não bastasse a politicalha que tenta “avacalhar” e desfaz da imprensa séria e honesta que se mantem longe de suas “garras”, o governo do Espírito Santo publicou hoje, em seu perfil oficial no Facebook, por ocasião do Dia do Jornalista, celebrado hoje (7), uma mensagem alusiva ao dia, que chama os profissionais da notícia, de “batedores de release” – material informativo, enviado a veículos de imprensa, por instituições e entidades públicas ou privadas, com o objetivo de divulgar neles ações oficiais. Para estampar a frase, o responsável pelo post publicou uma montagem em que um macaco ao lado de um computador, simulando o que seria um jornalista digitando texto.
Batedor de release
“Hoje é o dia do batedor de release. Parabéns, amigos jornalistas. Hoje é o nosso dia! #DiadoJornalista”, diz a frase do post feito por volta do meio-dia, mas retirado do ar instantes depois. Além do macaco ao teclado, um emoticon simbolizando uma gargalhada também compõe a zombaria.
Depois da repercussão negativa, e de diversos comentários enfurecidos na rede social, a jornalista e superintendente de Estado de Comunicação, Andréia Lopes, divulgando nota se desculpando pelo ocorrido. No material, no entanto, não há informações sobre quem foi o responsável pelo post ou se alguma providência será tomada a respeito do episódio, mas o governo anunciou a demissão de duas assessoras.
Repercussão
O caso rapidamente repercutiu fora das redes. Indignados com a brincadeira de mau gosto, o Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado do Espírito Santo (Sindijornalistas-ES) e a Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj), repudiaram a postura do governo estadual no Facebook. As reclamações foram ouvidas pelos órgãos oficiais.
“Esse post, definitivamente também não reflete o sentimento do Governo do Espírito Santo. Os jornalistas são profissionais essenciais para a democracia, são os olhos e a voz da sociedade, são motivo de orgulho, e não de brincadeiras que não têm nenhum tipo de explicação aceitável para que tenham sido feitas”, diz trecho da nota assinada por Andréia Lopes.
Depois do mal feito, vêm com desculpas esfarrapadas!
Com Congresso em Foco

Continue Lendo


Opine aqui

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *