Em quatro meses, Gefron apreendeu 822 quilos de drogas

Escrito por:
(Divulgação/Gefron)

Quantidade equivale a 21% do total apreendido no ano de 2016
De janeiro a abril deste ano, o Grupo Especial de Fronteira (Gefron) apreendeu 822,430 quilos de entorpecentes. Destes, 691,43 quilos foram de pasta base de cocaína e os outros 131 de cloridrato de cocaína.
O saldo deste quadrimestre equivale a 21% do total apreendido no ano de 2016, que registrou a apreensão de 3,950 quilos de drogas.
Para o comandante da unidade, coronel PM Jonildo de Assis, os resultados alcançados são reflexo da integração das forças no combate à criminalidade nas regiões de fronteira. “Alcançamos este resultado com muito trabalho e planejamento, o apoio que recebemos das unidades parceiras contribuem com o êxito das nossas ações”, destacou.
Além das drogas, foram apreendidos 40 veículos, 20 armas de fogo, 415 munições e R$ 26 mil em espécie. Também foram conduzidas e encaminhadas para a delegacia 113 pessoas suspeitas.
Tráfico de drogas
Em Mato Grosso, o transporte de drogas nos mais de 900 km da faixa de fronteira entre o Brasil e a Bolívia é realizado por “mulas”, pessoas usadas pelos traficantes para levar o entorpecente.
Os tipos de drogas mais apreendidas entre o Brasil e a Bolívia, em Mato Grosso, são pasta base, cocaína e maconha.
O transporte de entorpecentes é feito por meios fluvial, terrestre e aéreo. Pelas vias terrestres, automóveis, ônibus de linha regular, veículos de cargas, motocicletas, bicicletas são os meios utilizados pelos traficantes.
Gefron
Há 14 anos, o Gefron, vinculado diretamente à Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT), desempenha atividades de combate a crimes como tráfico de drogas, contrabando e descaminho de bens e valores, evasão de divisas e roubos de veículos. O grupamento especializado atua nos 983 km de fronteira (seca e alagada), que separam  Brasil e Bolívia.


Opine aqui

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *