Esquema criminoso

Escrito por:
Cristiane queria ser ministra de Temer
(Reprodução/Facebook)

Desde as primeiras horas da manhã de hoje, a Polícia Federal (PF) vem cumprindo três mandados de busca e apreensão no Rio e em Brasília, envolvendo a deputada Cristiane Brasil (PTB-RJ)- segundo divulgado pela GloboNews – , por suspeita de participação em esquema criminoso dentro do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) para a concessão fraudulenta de registros sindicais, na segunda fase de operação deflagrada inicialmente no fim de maio, quando foram cumpridos mandados contra os deputados Paulinho da Força (SP) – presidente nacional do SD; Jovair Arantes (PTB-GO) e Wilson Filho (PTB-PB).
Segundo as investigações feitas pela PF, uma organização composta por políticos, partidos, centrais sindicais e servidores é suspeita de atuar na concessão irregular de registros sindicais junto ao Ministério do Trabalho, através do pagamento de propina.
Apenas pela liberação irregular de um único registro sindical houve pagamentos que envolviam valores que chegaram a 4 milhões de reais, de acordo com os investigadores.
Indicada no início deste ano para assumir o MTE pelo pai e presidente do PTB, Roberto Jefferson, Cristiane Brasil não tomou posse porque teve seu nome barrado pela Justiça, em razão que não tinha condições de assumir o cargo, por ter sido condenada em processo trabalhista.
Queriam que a raposa, assumisse o galinheiro!
Da Redação com Câmara dos Deputados

Continue Lendo


Opine aqui

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *