Ex-prefeita apaga arquivos digitais da Secretaria de Finanças

Escrito por:
Ex-prefeita apagou possíveis “rastros”
(Foto: PortalMiracemadoTocantins)

Após a ex-prefeita de Miracema do Tocantins (TO), Magda Régia Silva Borba (PSD) deletar os arquivos digitais da Secretaria de Finanças, o novo prefeito Moisés da Silva (PMDB) assumiu no meio de um apagão administrativo.
Moisés da Silva, disse que contratou, emergencialmente, uma empresa para fazer a coleta do lixo e já pediu aos bancos os extratos das contas correntes da prefeitura, que só vai funcionar daqui a 11 dias.
Dívidas
Um relatório parcial mostra que a Prefeitura de Miracema do Tocantins tem dívidas no valor de R$ 20.498,994,60 (vinte milhões, quatrocentos e noventa e oito mil, novecentos e noventa e quatro reais e sessenta centavos). A lista de credores inclui a Caixa Econômica Federal, INSS, Odebrecht Saneatins, Associação dos Transportes Escolares, vários fornecedores de serviços e produtos, e até mesmo gastos com a realização do Miracaxi 2016, o tradicional carnaval fora de época do município.
Além desses débitos, a gestão da prefeita Magda Borba (PSD) não pagou o 13º salário e o pagamento referente ao salário do mês de dezembro de 2016,  da maioria dos servidores municipais concursados. O número exato ainda está sendo verificado pela equipe do prefeito, que assumiu o cargo no último domingo, 1º de janeiro.
“Deixamos de receber muitas informações da ex-prefeita. Agora, estamos levantando os dados, mas creio que a dívida da Prefeitura de Miracema seja ainda maior”, avaliou Moisés. O atual prefeito lembrou que durante o período de transição, que começou apos a eleição de outubro de 2016, sua equipe enviou 43 ofícios solicitando informações, porém não obteve respostas por parte da então prefeita Magda Borba.
Calamidade financeira
Diante da situação, o prefeito empossado decretou estado de calamidade financeira, justificado pelas dívidas milionárias que herdou da gestão anterior.
Por sua vez, a ex-prefeita Magda Borba, disse que as dívidas foram acumuladas de administrações anteriores.
E botou a culpa na crise econômica.
Quantos que deixaram os cargos, não devem ter tido pensamento semelhante, não?
Com PortalGilbertoSilva

Continue Lendo


Opine aqui

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *