Fachin nega pedido para evitar prisão e Lula decide se entregar à PF

Escrito por:
Lula saiu do palanque, nos braços do povo
(Reprodução)

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Edson Fachin, negou hoje (7), um novo pedido apresentado pela defesa de Lula, para evitar a prisão do ex-presidente.
Com a decisão, fica mantida a ordem de prisão decretada na última quinta (5) pelo juiz federal Sergio Moro, a ser cumprida pela Polícia Federal (PF).
Em seu último discurso antes de ser preso num processo de exceção – no palanque da missa campal em frente ao Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo do Campo (SP) – Lula fez um pronunciamento histórico: “Eu sou um construtor de sonhos. Sonhei que era possível um metalúrgico, sem diploma, cuidar mais da educação do que os diplomados e concursados cuidaram da educação. Sonhei que era possível pegar os estudantes da periferia e colocá-los nas melhores universidades do País. Daqui a pouco vamos ter juízes e procuradores nascidos na favela, nascidos na periferia. Se esse crime que eu cometi, eu vou continuar sendo criminoso”, afirmou Lula.
Na continuidade, enfatizou que “A morte de um combatente não para uma revolução e vocês serão milhões e milhões de Lulas. Quanto mais dias me deixarem lá, mais Lulas andarão por este País. Os poderosos podem matar uma, duas ou três rosas, mas jamais poderão deter a chegada da Primavera. Em muito pouco tempo, ficará claro que os criminosos são o delegado que me investigou, o procurador que me acusou e o juiz que me condenou. Vou para lá de cabeça erguida e vou sair de peito estufado.
Me entrego, para provar que sou inocente e que não me escondi em nenhum momento”, destacou.
Lula voltou para o interior do prédio do sindicato e ainda não há informações sobre como se entregará à PF.
Da Redação com Brasil 247

Continue Lendo


2 comments

  1. Diferença gritante. Na Coreia do Sul, país de 1º mundo, as pessoas aos milhares vão às ruas pedir a prisão de uma presidenta corrupta. A “gaiata” é condenada a 24 anos de prisão e multa de U$ 17.000.000,00. Em “Banania” centenas de aloprados e outros parasitas vão às ruas pedir liberdade para um corrupto já condenado a 12 e 1 mês de cadeia e réu em mais 8 processos. O bestalhão ao invés de se comportar com dignidade e se submeter à justiça, se homizia num sindicato, e continua a vociferar sandices num discurso velho, retrógrado, demagógico e mentiroso. Sempre aplaudi a decisões do juiz Moro. Desta vez, não posso fazê-lo. Ele errou em não mandar prender de vez o Lula na quinta feira. A polícia teria pego facilmente o Apenado. O juiz quis ser “bonzinho” e resultou nesse imenso circo perigoso que aí está.

  2. Fiquei muito comovido com a receptividade do povo de Curitiba. O Lula deve ter ficado muito emocionado com aquela queima de fogos. Creio ter sentido aqui no meu barraco o cheiro de pólvora.

Opine aqui

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *