Fim do foguetório

Escrito por:
(Ilustrativa)

A Câmara Municipal de Santa Maria, no Rio Grande do Sul, aprovou esta semana, por maioria, um projeto de lei que proíbe o manuseio, utilização, queima e soltura de fogos de artifício e artefatos pirotécnicos com estampidos, na área urbana daquele município, com a justificativa de que os fogos perturbam pessoas doentes, bebês, idosos e animais, além de causarem poluição sonora e do ar.
Além de Santa Maria, também os municípios de São Gabriel e São Sepé já aplicam essa lei.
Em caso de infração, a multa chega a R$ 900,00 para os estabelecimentos comerciais ou entidades e a R$ 330,00 para pessoas físicas. A responsabilidade de fiscalização, será da Prefeitura.
Aqui em Rondonópolis, o uso de fogos de artifício apesar de ter diminuído bastante (em anos anteriores, podia ser considerada a capital do foguetório em Mato Grosso), é abusivo e irritante em épocas festivas, como no Natal e na passagem de ano, incomodando não só as pessoas, mas deixando os animais em pânico.
Esperamos que algum vereador local se sensibilize e apresente projeto do gênero, na Câmara Municipal.

Continue Lendo


Opine aqui

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *