Gaeco prende vereadores por compra de votos

Escrito por:
(Foto: Divulgação Gaeco)
(Foto: Divulgação Gaeco)

O Grupo de Atuação Especial contra o Crime Organizado (Gaeco) de Mato Grosso – composto por Promotores de Justiça, Delegados de Polícia, Policiais Militares e Civis e a Promotoria de Justiça -, deflagrou nas primeiras horas da manhã hoje a “Operação Sesmaria”, que investiga atos de corrupção na aprovação de loteamentos e compra de votos, por parte de vereadores de Primavera do Leste (MT).
Na operação, quatro vereadores – Messias Di Caprio (PSD), Antônio Marcos “Piru” (PP), Josafá Martins Barbosa (PP) e Pascoal do São João (Pros) – e foram levados coercitivamente, para prestarem depoimentos ao Ministério Público Estadual (MPE).
Josafá é o atual presidente da Câmara de Primavera e foi reeleito com 491 votos, em outubro passado. Piru também foi reeleito com 390 votos.
Foram cumpridos 28 mandados de busca e apreensão e conduções coercitivas, em desfavor de agentes públicos, empresários e advogados. Os alvos da operação residem nos municípios de Primavera do Leste e Querência (MT).
Flagrantes
Durante o cumprimento dos mandados de busca e apreensão e das conduções coercitivas, duas pessoas foram autuadas em flagrante por porte ilegal de munição e ocultação de documentos,
A Operação Sesmaria busca desmantelar uma organização criminosa formada por agentes públicos, advogados e empresários do ramo imobiliário em Primavera do Leste e região. As investigações apontaram atos de corrupção, na aprovação de loteamentos e compra de votos pelos vereadores.
Os envolvidos foram conduzidos a Promotoria de Justiça de Primavera do Leste, onde estão sendo interrogados pelos crimes de organização criminosa, corrupção passiva e ativa, falsa perícia e contra a Lei de Parcelamento do Solo (Lei 6766/79).
Com 24News

Continue Lendo


Opine aqui

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *