Habitação: sorteio vai inibir fraudes na escolha de beneficiários

Escrito por:
(Foto: Flickr.com)

A costumeira fraude, que envolve a concessão de casas populares – em que inscritos esperam anos e anos, para serem beneficiados, enquanto apadrinhados de políticos passam na frente nas listas e são contemplados antes -, parece estar com os dias contados.
É que ontem, a Comissão de Desenvolvimento Urbano da Câmara dos Deputados aprovou o Projeto de Lei 2829/15, que determina que a seleção de beneficiários de financiamentos habitacionais seja feita por sorteio eletrônico, com divulgação imediata.
Alcance
A medida alcança os repasses no âmbito do Sistema Nacional de Habitação de Interesse Social (SNHIS) (Lei 11.124/05) e todos os programas habitacionais com gestão ou financiamento da União.
O relator da matéria, deputado Hildo Rocha (PMDB-MA) elogiou a iniciativa e disse que “a falta de controle social na execução de projetos habitacionais favorece o uso político”.
Ele propôs substitutivo ao texto original para deixar claro que a regra do sorteio vale apenas para os financiamentos habitacionais, que utilizem recursos do Tesouro Nacional.
Para o autor do projeto, deputado Veneziano Vital do Rêgo (PMDB-PB), a iniciativa vai coibir desvio de recursos públicos.
O deputado observa que a legislação exige transparência nos repasses de dinheiro do Fundo Nacional de Habitação de Interesse Social (FNHIS), mas não especifica metodologia para a seleção das famílias beneficiadas, além do cadastro feito pelo Ministério das Cidades.
Tramitação
A proposta tramita de forma conclusiva e aguarda análise das comissões de Finanças e Tributação; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.
Com Agência Câmara Notícias

Continue Lendo


Opine aqui

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *