Jucá propõe uso de emendas de bancada para campanhas eleitorais

Escrito por:
Roubalheira indireta vai ajudar a reeleger corruptos
(UOL Notícias)

Descaradamente, o líder do governo golpista no Senado Federal e que tem uma extensa lista de “capivaras” na Justiça, Romero Jucá (PMDB-RR), apresentou na tarde de hoje (20), proposta alternativa para a criação do fundo eleitoral, com dinheiro público, cujo projeto pode ser votado ainda hoje.
A proposta de Jucá inclui a previsão de utilizar, “no mínimo”, 50% do valor destinado no Orçamento 2018, às chamadas emendas de bancada –  emendas coletivas, de autoria das bancadas estaduais ou regionais – para custear as campanhas políticas. Este ano, foram destinados R$ 6,1 bilhões, para este tipo de emenda.
As emendas de bancadas devem gerar aproximadamente R$ 2,5 bilhões, significando que esse fundo teria, ao menos, R$ 3 bilhões para bancar as campanhas.
Jucá faz parte da comissão que discute o assunto, composta ainda pelos senadores Armando Monteiro (PTB-PE), Randolfe Rodrigues (Rede-Ap), Humberto Costa (PT-PE), Paulo Bauer (PSDB-SC) e Ronaldo Caiado (DEM-GO).
Caso não seja votada hoje, a proposta entra em votação até o dia 26 (próxima terça-feira), para que as mudanças comecem a valer já nas próximas eleições.
Em outras palavras, emendas que servem para que estados e, principalmente municípios possam realizar obras para a população, podem passar a beneficiar as “excelências”, que mesmo mais “sujas do que pau de galinheiro”, como Romero Jucá, tenham condições de se reeleger.
É golpe, em cima de golpe!
Da Redação com Agência Estado

 

Continue Lendo


Opine aqui

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *