Justiça suspende posse de filha de Roberto Jefferson

Escrito por:
Justiça barrou a pretensão vergonhosa de Jefferson
(Internet)

Ontem, por determinação do juiz Leonardo da Costa Couceiro, titular em exercício da 4ª Vara Federal de Niterói (RJ), a posse da deputada federal Cristiane Bandeira (PTB-RJ) como ministra do Trabalho e Emprego, que estava marcada para acontecer hoje pela manhã, no Palácio do Planalto, foi suspensa.
A nomeação de Cristiane havia sido acertada por seu pai, o ex-deputado federal Roberto Jefferson (participante e delator do Mensalão, que preside o PTB a nível nacional), com Michel Temer, na semana passada.
A suspensão atendeu ao recurso protocolado junto no Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF-2), sediado no Rio de Janeiro, do Movimento dos Advogados Trabalhistas Independentes, cuja justificativa frisa que a nomeação de Cristiane Brasil “ofende a moralidade administrativa”, porque, além de não reunir em seu currículo características apropriadas à função, a deputada tem contra si “fatos desabonadores já replicados nas grandes mídias, como condenação ao pagamento de dívida trabalhista”.
Ainda bem que a Justiça interrompeu mais este ato de descalabro, dentre tantos outros, que o governo de Michel Temer (MDB) tenta “enfiar goela abaixo” dos brasileiros!
Atualizada às 14h53:
O vice-presidente do Tribunal Regional Federal da 2.ª Região (TRF-2), desembargador federal Guilherme Couto de Castro, negou recurso da Advocacia-Geral da União (AGU) e manteve hoje, a decisão do juiz federal Leonardo da Costa Couceiro, da 4.ª Vara Federal de Niterói (RJ), que havia suspendido a nomeação e a cerimônia de posse da deputada Cristiane Brasil (PTB-RJ) como nova ministra do Trabalho do governo Michel Temer.

Continue Lendo


2 comments

  1. Essa cidadão não tem desconfiômetro! Com uma “capivara” enlameada já deveria ter corrido da raia!

Opine aqui

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *