Medeiros será investigado por falso testemunho

Escrito por:
MPF vai investigar sobre falso testemunho 
(UOL)

Depois de ter o mandato cassado no dia 31 de julho, pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MT), quanto a existência de fraude no processo eleitoral de 2010 e menos de 15 dias depois a cassação ter sido suspensa por determinação do ministro Napoleão Nunes Maia Filho do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), a Justiça volta a atenção, novamente, para o senador José Medeiros (Podemos/MT).
O juiz Paulo Sodré, da 7° Vara da Justiça Federal em Cuiabá, determinou ao Ministério Público Federal (MPF) que apure se Medeiros praticou o crime de falso de testemunho no caso da fraude da ata do registro de candidatura do então candidato ao Senado em 2010, Pedro Taques, à época do PDT.
A determinação consta na decisão em que o magistrado condenou o empresário José Carlos Dorte, ex-coordenador da coligação “Mato Grosso Melhor prá Você”, a dois anos de prisão por ter mentindo sobre o caso em juízo.
Na solicitação ao MPF, o juiz enfatiza que, “Autorizo o compartilhamento das provas produzidas nos presentes autos, conforme solicitado pelo MPF nas alegações finais (fl. 265/284), sendo vedado qualquer tipo de divulgação ou remessa dos dados sigilosos para outro órgão sem a prévia autorização deste Juízo. Diante do pedido da defesa (fls. 340/346), oficie-se o MPF para que apure, em autos próprios, o suposto crime de falso testemunho praticado pelo Sr. José Antônio Medeiros perante este juízo”.
Da Redação com Mídia News

Continue Lendo


Opine aqui

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *