Mesmo sendo réu no STF, Wellington confirma pré-candidatura

Escrito por:
Palácio Paiaguás: sonho de muitos
(Secom/MT)

O senador Wellington Fagundes (PR-MT), confirmou que será candidato ao governo de Mato Grosso nas eleições deste ano, mesmo depois do Supremo Tribunal Federal (STF) o ter condenado no dia 28 de fevereiro deste ano, em ação por corrupção e lavagem de dinheiro no caso Sanguessuga – o imbróglio das ambulâncias -, ocorrido no período de 2001 a 2006, quando ainda era deputado federal.
À época, o atual senador, segundo apurou a Polícia Federal (PF) recebeu indevidamente R$ 100 mil, em troca da assinatura de emendas parlamentares, autorizando convênios entre a União e municípios mato-grossenses, para a aquisição de ambulâncias.
Na denúncia encaminhada pelo Ministério Público Federal (MPF) as aquisições eram direcionadas à empresa Planam, que transferia recursos para a conta de Wellington e de seus parentes, por intermédio de empresas vinculadas, “dissimulando a origem dos recursos”, frisou o MPF.

Continue Lendo


um comentário

  1. Aprendeu com o PT. A diferença é que o “candidato” do PT não é apenas um réu a mais. É um já condenado e respondendo a seis outros processos.

Opine aqui

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *