Ministro Fachin decidirá tramitação no STF, da denúncia contra Temer

Escrito por:
Ministro decidirá sobre a tramitação
(Revista Abril)

Após a rejeição da continuidade imediata da denúncia da Procuradoria Geral da República (PGR) contra Michel Temer (PMDB), ontem em mais uma vergonhosa e ultrajante sessão da Câmara dos Deputados, o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Edson Fachin irá, agora, decidir como ficará a tramitação das acusações contra Temer e o ex-deputado federal Rodrigo Rocha Loures – o homem da mala de Temer.
Uma das possibilidades é que a tramitação da denúncia contra Temer fique suspensa até o fim do ano que vem, quando o golpista deixará o mandato e pode voltar a ser investigado na primeira instância da Justiça.
Já quanto a Rocha Loures, que não tem foro privilegiado, a decisão deve confirmar se o ex-parlamentar continuará sendo alvo de inquérito no Supremo ou se as investigações seguirão para a primeira instância. Caberá à PGR fazer os pedidos formais ao ministro.
Nova denúncia

Janot deve apresentar nova denúncia contra Temer
(Carta Capital)

A vitória de Michel Temer, alcançada ontem sob negociata, não afetará as investigações contra ele em curso pela PGR, conforme o procurador geral Rodrigo Janot.
Janot já está com a próxima denúncia contra Temer, engatilhada, agora por obstrução de Justiça, no caso JBS.
Segundo um investigador, o material promete ser ainda mais devastador que o primeiro, com Temer sendo apontado como chefe de organização criminosa e como comandante do grupo integrado por ele, pelos ex-deputados Eduardo Cunha e Henrique Eduardo Alves, entre outros políticos do PMDB na Câmara.
Com Agência Brasil e Brasil 247

Continue Lendo


Opine aqui

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *