Mordeu a língua

Escrito por:
Valtenir cantou vitória antes da hora
(O Livre)

Valtenir Pereira (MDB), um dos sete deputados federais por Mato Grosso, que não conseguiram se reeleger, se esqueceu da máxima popular que diz que: “Em boca fechada, não entra mosca”.
Segundo a coluna Entrelinhas de hoje, do site Folhamax, ele esteve no Centro de Eventos do Pantanal, em Cuiabá, na noite de domingo (07) antes do início da apuração e confiante já estava “cantando vitória”.
Ao dar entrevistas, Valtenir disse que caso perdesse, seria a maior ‘zebra” das eleições. “Acho muito difícil, tem que ser uma zebra, uma zebra muito grande. Mas não tenho dúvidas, as coisas estão encaminhando bem”, revelou antes do resultado das urnas.
Ele ainda destacou que com a experiência adquirida e indo para o quarto mandato, caso se reelegesse, faria a diferença no Congresso Nacional. “Quero continuar a contribuir com Mato Grosso e o Brasil com a experiência de três mandatos de deputado federal, fazer um quarto mandato”.
VP conseguiu apenas 44.135 mil votos, ficando em 11º lugar (são oito vagas), conseguindo somente a primeira suplência do MDB, que elegeu Carlos Bezerra e Juarez Costa.
Percebendo que não seria eleito, o parlamentar deixou o local, saindo de fininho.
Valtenir Pereira, juntamente com Nilson Leitão (PSDB), Victorio Galli (PSC), Fábio Garcia (PSB), Carlos Bezerra (PMDB) e Ezequiel Fonseca (PP), votaram a favor da Reforma Trabalhista.
Destes, somente Carlos Bezerra se reelegeu.

Continue Lendo


Opine aqui

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *