Mordomias pantaneiras?

Escrito por:
Nem bem assumiu, Baby já desfruta das mordomias do cargo
(Foco Cidade)

Não é só em Brasília, que as “excelências” “pintam e bordam” com o dinheiro do contribuinte.
Em Mato Grosso, a prática também seria exercida.
Segundo o site Muvuca Popular, o secretário de Meio Ambiente de Mato Grosso, André Luis Torres Baby,  que assumiu o cargo em 19 de dezembro do ano passado, foi filmado quando deixava uma pousada de luxo no município de Barão de Melgaço, no Pantanal mato-grossense, no dia 05 deste mês, a bordo do helicóptero do Centro Integrado de Operações Aéreas – Ciopaer.
Escoltado por policiais fortemente armados, Baby chegou ao local e foi buscado após o almoço, regado a peixes caros vendidos como pratos principais do hotel, diz o site cuiabano.
Um empresário que se identificou apenas como Claúdio assistiu a façanha do secretário e filmou a entrada de Baby no helicóptero. Porém, revoltado com a imagem disse: “Eu tava lá neste final de semana, na pousada. Com escarcéu de tanto de seguranças, eu falei; É um absurdo o Estado não tem dinheiro pra pagar o salário do povo, com um gasto do secretário visitar isso, com R$ 100 mil reais um gasto, um domingo dele!”, disparou ele, referindo-se o valor custeado pelo gestor para bancar a presença de todos que o acompanhavam na comitiva.
Claúdio conta que uma pessoa integrante da “exorbitante” caravana da “peixada” do secretário de Meio Ambiente, o abordou e tentou justificar. “Um puxa saco lá do governo, … veio falar; o senhor não sabe o que está falando, o secretário está indo nas ‘cabeceiras’. Eu falei; rapaz eu sou empresário eu sei quanto custa, dava para o cara ir de carro, não precisava da metade de gente que está aqui, não dava nem 10% deste povo que tava aqui, e a gente pagando caro para isso”, disparou.
A assessoria de Imprensa da SEMA alegou que a comitiva estava acompanhando o secretário, para a abertura da temporada de pesca e que todos almoçaram no hotel, por ser o local mais próximo. Sobre a presença do helicóptero, a justificativa é que a aeronave fazia parte da operação.
Questionados do porque Baby teve privilégios de ir sobrevoando para a pousada, a SEMA teria afirmado ao site que o secretário saiu cedo de Cuiabá, para visualizar locais que fariam parte da ação.
A operação era em conjunto com a Polícia Militar (PM) e o coronel responsável pela parceria foi de carro, com a comitiva, enfrentando a buraqueira das rodovias mato-grossenses.

Continue Lendo


Opine aqui

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *