Moro mantém Vaccari preso, depois da absolvição pelo TRF-4

Escrito por:
Moro insiste na prisão de Vaccari

Depois de ser derrotado no TRF-4, num processo que anulou a primeira condenação de João Vaccari Neto, ex-tesoureiro do PT, sob o argumento de que ninguém pode ser condenado apenas com base em delações, o juiz federal Sérgio Moro não cumpriu o alvará de soltura.
Moro alegou que Vaccari deve continuar preso, por estar condenado em outros processos que ele próprio julgou.
Ao contrário de Vaccari, os cinco delatores que o acusaram ganharam o regime aberto. Vaccari já ficou mais de dois anos preso preventivamente, embora tenha sido agora absolvido em segunda instância.
Prisão mantida
“Consigne-se que, não obstante, ele não deverá ser colocado em liberdade, eis que vigente a prisão preventiva contra ele decretada no bojo da ação penal Nº 5013405-59.2016.404.7000 e que está baseada em outras provas. Evidentemente, se for o caso, caberá ao TRF4 estender os efeitos da revogação da preventiva, ao outro processo”, disse Moro no despacho em que negou a liberdade de Vaccari.
TRF-4
A sentença de Moro foi derrubada em segunda instância ontem por 2 votos a 1, por dois dos desembargadores do Tribunal Regional Federal da 4ª Região, que entenderam que o símbolo da Lava Jato admitiu delação, sem provas correspondentes contra Vaccari.
Creio que o fiel da balança da Justiça, para Sérgio Moro, deve pender para um lado somente, acrescido de clara obsessão de prender petistas.
Da Redação com Brasil 247


um comentário

Opine aqui

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *