MPF investiga municípios por supostas fraudes no Bolsa Família

Escrito por:

BolsaTreze municípios do Nortão mato-grossense estão sendo investigados pelo Ministério Público Federal (MPF), por possíveis fraudes no programa federal Bolsa Família. Para tanto, foi instaurado um inquérito civil para apurar possíveis pagamentos irregulares do programa, no período entre 2013 e maio deste ano.
As investigações ocorrem em municípios da região Norte, que estão sob atribuição da Procuradoria de Sinop. O MPF expediu recomendações às prefeituras das cidades investigadas, para que todos os cadastros sejam revisados em 60 dias, inclusive com visitas aos beneficiários.
A apuração pretende verificar possíveis pagamentos a servidores públicos cujas famílias cadastradas sejam compostas por quatro ou menos pessoas. Além de possíveis doadores de campanha em valores superiores ao recebido no programa; proprietários de empresas ativas; servidores públicos (independente da composição da família) e, cumulativamente, doadores de campanha (independente do valor doado); e pagamentos a pessoas já falecidas.
Além de Sinop, também serão investigados beneficiários do programa em Nova Bandeirantes, Apiacás, Alta Floresta, Peixoto de Azevedo, Nova Santa Helena, Novo Mundo, Paranaíta, Santa Carmem, Terra Nova do Norte, União do Sul e Vera.
O Bolsa Família atende beneficiários, cuja renda mensal seja de até R$ 77 por pessoa, ou entre R$ 77,01 e R$ 154, para famílias que estejam, comprovadamente,  em situação de pobreza e miserabilidade.
Com Diário de Cuiabá

Continue Lendo


Opine aqui

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *