Nota de Resposta

Escrito por:

Em relação à matéria produzida e veiculada ontem no site do Ministério Público Estadual de MT (MPE-MT) e que também foi veiculada no Blog Estela Boranga comenta, quanto à indisponibilidade de seus bens, devido a sua inclusão no processo que promoveu danos ao Instituto Municipal de Previdência Social dos Servidores de Rondonópolis (Impro), em razão da má aplicação em fundos administrados pelas empresas BNY Melon e BRL Trust, o servidor de carreira Wellington de Moura Portela – que responde pela Gerência de Finanças e Investimentos do instituto – enviou a seguinte Nota de Resposta ao Blog Estela Boranga comenta – que gentilmente a veicula -,mas que deveria ter sido enviada à Ascom do TCE, que é autora da matéria.
Nota de Resposta
“Estou de licença médica e com recomendação atentada por um profissional para repouso. Desde o início do mês minha taxa de glicose está descompensada, assim como o equilíbrio da pressão arterial.
Sobre o despacho judicial não posso entrar em detalhes, por que não fui notificado.
Com relação aos fundos citados existe um equívoco. Os expostos no material pulicado pela assessoria de imprensa do Ministério Público do Estado de Mato Grosso foram aplicados antes da minha nomeação como gerente de finanças do IMPRO.
O gestor que realizou tais aplicações trabalhou de acordo com as normas para aplicação em Investimentos por RPPS exigido pelo órgão competente, Ministério da Previdência e CVM.
Sobre a ação no TCE-MT está em julgamento com vistas de vários conselheiros por tratar de uma decisão complexa. E existe até voto de conselheiro entendendo que não houve irregularidades por parte dos gestores.
A decisão judicial dentro de um período eleitoral em com menos de 48 horas para uma eleição é um fato raro.
Após ser notificado e ter ciência do teor da ação responderei a todas e quaisquer indagações pertinentes sobre o assunto.
Rondonópolis, 12 d junho de 2018.
Wellington de Moura Portela””

Continue Lendo


Opine aqui

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *