Nuvens escuras no céu de brigadeiro

Escrito por:
“Às boas” ficaram só na foto

As coisas entre o vice-prefeito Ubaldo Tolentino de Barros (PSL) e o prefeito Zé Carlos do Pátio (SD), não estão mais às mil maravilhas, como alguns acreditam que estejam.
O clima de distanciamento pode ser sentido no ato de filiação de Ubaldo ao PSL, na noite do sábado passado.
Em seu discurso, o vice-prefeito “soltou o verbo” e reclamou a Zé Carlos que prestigiava o evento, do comportamento de seu secretariado em relação a ele, sem declinar nomes.
Ubaldo enfatizou a hostilização que vem passando junto ao staff de Zé Carlos, o que contribui para aumentar a distância entre os dois e que já não está mais passando despercebido.
As fissuras no relacionamento entre os dois teriam se iniciado ainda em 2017, com a realização do RondonFolia, que deu “muito pano prá manga”.
O distanciamento entre ambos pode esquentar ainda mais nas campanhas políticas deste ano, com Ubaldo comandando a nível de Região Sul, a campanha do ex-prefeito de Sorriso, Dilceu Rossato ao Palácio Paiaguás – que se filiará ao PSL amanhã (7), em Brasília, juntamente com Jair Bolsonaro -, com Zé Carlos se perfilando junto a Pedro Taques (PSDB), que tentará a reeleição de governador.

Continue Lendo


um comentário

  1. Segundo Jô Soares, o único vice que “falava” no Brasil era Aureliano, embora já ouvimos falar num vice que teve participação decisiva num possível “golpe”. Os demais tem que receber o holerite no final do mês e deixar o tempo passar.

Opine aqui

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *