Pão torrado e batata frita podem causar câncer

Escrito por:
Batatas fritas
(Imagem: Internet)

Se você é aquela pessoa que pede o pão mais moreninho na padaria ou a batata frita mais escura na lanchonete, talvez seja a hora de rever esses gostos. Isso porque, ao chegar nessa cor, os alimentos produzem a chamada acrilamida, substância apontada como potencial causadora de câncer.
Isso não é uma novidade no mundo científico, mas a Food Standards Agency (FSA) – entidade de saúde britânica – anunciou, na segunda-feira (23), o lançamento da campanha Go for Gold (“Busque o Dourado”, em tradução livre), que visa conscientizar a população sobre os perigos da exposição ao composto.
A acrilamida é originada quando alimentos ricos em amido – caso do pão e da batata – são preparados por longos períodos e em altas temperaturas. Isso vale para frituras, grelhados, tostados, assados e cozidos. Então, não é só nos pratos de restaurante que ela pode dar as caras – na sua casa também!
Segundo um estudo divulgado também nesta segunda-feira pela FSA, os habitantes do Reino Unido consomem níveis mais altos da substância do que o desejável. “Nossas pesquisas indicam que a maioria das pessoas não sabe que a acrilamida existe ou que é possível reduzir a ingestão dela”, conta Steve Wearne, diretor de Política da FSA. “Queremos que a campanha Go for Gold mostre como fazer pequenas mudanças na rotina a fim manter o consumo ideal de carboidratos e vegetais sem a exposição excessiva à acrilamida”, comenta Steve.
De acordo com o especialista, a FSA está trabalhando junto à indústria para reduzir os níveis da substância nos alimentos. Mas, até lá, é importante adotar algumas boas práticas. Saiba quais são elas:
Busque o dourado
Nem muito branca nem muito escura: a cor que você deve chegar ao fritar, assar, tostar ou cozinhar um alimento é a dourada.
Siga as instruções do pacote
Quando for preparar um alimento que vem em uma embalagem, sempre fique de olho nas instruções do fabricante sobre como cozinhá-lo. Isso deve evitar que você esquente a comida por mais tempo ou em uma temperatura maior que o necessário.
Adote uma dieta variada e balanceada
Ter uma alimentação rica em frutas, verduras e legumes é uma forma de barrar os riscos oferecidos pela alta exposição à acrilamida. Ingerir as cinco porções diárias desses alimentos recomendada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) é um ótimo caminho para incluir no cardápio itens nutritivos e que ajudam a afastar doenças – inclusive o câncer!
Não coloque batatas cruas na geladeira
Se você pretende assar ou fritar batatas, não as guarde na geladeira, já que isso pode aumentar os níveis de acrilamida. O ideal é que a versão crua do tubérculo, seja mantida num local escuro e em temperatura amena
Com Boa Forma

Continue Lendo


Opine aqui

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *