Percival “enrola” convocados do concurso

Escrito por:
Reunião virou em nada
(Foto: WhatsApp)

A Comissão Pró-Nomeação dos Convocados do Concurso Público da Prefeitura Municipal de Rondonópolis, realizado este ano, esteve reunida com o ainda prefeito Percival Santos Muniz (PPS), na tarde de ontem (27), quando Percival repetiu as justificativas pelas quais realizou a convocação dos aprovados no certame e informou que o procurador do Município havia protocolado um Agravo na Justiça, com o objetivo de derrubar a liminar que suspendeu a convocação.
Umas das justificativas utilizadas por Percival para “enrolar” mais ainda os aprovados, foi a de que ele autorizou a convocação, devido a que o serviço público ficaria comprometido caso não o fizesse, considerando que centenas de contratos vencem no dia 31 deste mês e a Prefeitura está impedida de realizar novas contratações.
O ainda prefeito enfatizou aos presentes, que ter feito a convocação agilizaria para o início do ano a posse dos candidatos, que já iniciariam seu trabalho, evitando prejuízos a sociedade que sofreria com a paralisação de serviços essenciais, como a UPA, o Terceiro Turno, e até mesmo o Pronto Atendimento.
Faltou alguém lhe perguntar, por que não fez o concurso em outro dos três anos de sua gestão e deixou para assim fazer, só em 2016?
Cancelamento
A Justiça, através de decisão dada pelo juiz plantonista da 3ª Vara Cível de Rondonópolis, no domingo (25), determinou que a convocação fosse cancelada, atendendo ao pedido encaminhado pelo prefeito eleito José Carlos Junqueira de Araújo – Zé Carlos do Pátio (SD) -, sob a alegação de que o concurso foi homologado no período eleitoral, sendo que o prefeito da cidade, Percival Santos Muniz, era candidato à reeleição.
Por meio de assessoria, o prefeito eleito admitiu que pode revogar a convocação dos aprovados e classificados no concurso, depois que tomar posse do cargo no dia 1º de janeiro de 2017, por considerar que a atitude de Percival é totalmente ilegal.
Providências
Os aprovados e convocados, afirmaram em nota encaminhada ao Blog Estela Boranga comenta, que além da espera pela decisão judicial, irão buscar agendar uma reunião com o prefeito eleito José Carlos do Pátio, que já sinalizou que os receberá na primeira semana de gestão, logo após tomar posse.
Caso ocorra qualquer tipo de contratação, em detrimento da nomeação dos aprovados e classificados no concurso público,  os convocados irão impetrar mandado de segurança.
E enquanto o vuco-vuco toma conta, certamente o então ex-prefeito estará rindo das suas “aprontadas” e dos “abacaxis”, como este, que deixou para o futuro gestor descascar.
O que não me causa surpresa nenhuma, já que é de seu feitio assim proceder.

Continue Lendo


2 comments

  1. Não estamos sendo enrolados pois temos bons embasamentos juricos sobre essa questão, e inclusive ja está em analise.

  2. Não é só o Percival que está enrolando, o Zé também. Como ele pretende substituir os contratados que foram dispensados? Com outros contratados?

Opine aqui

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *