Percival vai de “matula” para o PDT

Escrito por:
“Faceiro, que nem pinto em quirera”
(Foto: Sintap MT)

Depois de rodar em busca de uma sigla que possa lhe garantir condições para tentar o retorno à Prefeitura de Rondonópolis em 2020, o ex-prefeito Percival Santos Muniz, destituído recentemente pela nacional do PPS, da presidência do partido em Mato Grosso, assinou ficha de filiação no PDT na tarde de ontem, indo de “matula” – adjetivo utilizado em estados nordestinos de onde sua família é oriunda e em referência ao transporte de comida para viagem, de mesmo significado do dito popular “ de mala e cuia” usado no Rio Grande do Sul; estado sulino, com o qual Percival faz questão de não ter muita identificação.
Junto com ele, se filiaram também os vereadores Thiago Muniz e Fábio Cardozo, que são pré-candidatos a deputado estadual e federal, respectivamente.
Nesse giro para se filiar, Percival havia mantido reunião no início da semana com o PSB, mas por forças creditadas ao governador Pedro Taques (PSDB), que já lhe deu a rasteira no PPS, acabou “quebrando a cara”, outra vez.
Resta esperar agora como o ex-prefeito irá se comportar no PDT – partido em que já esteve filiado nos anos 90 -, em devolução ao endosso do deputado estadual Zeca Viana, presidente regional da legenda.
Tomara que eu esteja redondamente enganada e que Zeca Viana não se arrependa disso, um dia.
Blairo Maggi, que o diga!

Continue Lendo


Opine aqui

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *