Policial civil é investigado por desvio de pistolas

Escrito por:
(Imagem ilustrativa/Santabanta)

O Ministério Público Estadual (MPE-MT) instaurou um inquérito para investigar um policial civil por suposto ato de improbidade administrativa, que em síntese são as práticas de mau uso da função pública para obter vantagens pessoais. O motivo que levou o órgão a determinar a abertura da investigação foi a entrega de material bélico, armas de fogo ou munições, que podem ter sofrido adulteração ou desviadas.
O procedimento foi assinado no dia 12 do mês passado, pelo Promotor de Justiça Henrique Schneider Neto, da Capital. A portaria de instauração do inquérito não divulgou o nome do agente da Polícia Judiciária Civil investigado, nem detalhou onde ele está lotado e o que teria acontecido com as armas de fogo ou munições, que poderiam ter ensejado a ação do MPE-MT.
Schneider fixou a conclusão do inquérito em um ano. Caso sejam identificados atos de improbidade, o policial pode sofrer sanções penais ou administrativas que podem motivar sua exoneração do serviço público de Mato Grosso.
Com Folhamax

Continue Lendo


Opine aqui

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *