Proibição

Escrito por:
Barroso atendeu pedido do MPE
(Último Segundo-iG)

Ontem (09), o vice-presidente do Tribunal Superior Eleitoral, ministro Luís Roberto Barroso, atendendo ao Ministério Público Eleitoral (MPE), reforçou a proibição do uso do nome de Luiz Inácio Lula da Silva, como candidato ao cargo de presidente da República.
Caso haja insistência da coligação “O Povo Feliz de Novo” – PT, PCdoB e Pros -, a chapa pode ter suspensos o tempo no rádio e na televisão.
Em sua decisão, Barroso assinalou que, “Determino à Coligação “O Povo Feliz de Novo” e a Luiz Inácio Lula da Silva que se abstenham, em qualquer meio ou peça de propaganda eleitoral, de apresentar Luiz Inácio Lula da Silva como candidato ao cargo de Presidente da República e apoiá-lo na condição de candidato, sob pena de, em caso de novo descumprimento, ser suspensa a propaganda eleitoral da coligação no rádio e na televisão”.
A proibição de Barroso gerou um movimento imediato de apoio a Lula nas redes sociais, que foram inundadas com a hastag #EuSou Lula#, com repercussão em vários países.
Com Agência Brasil

Continue Lendo


Opine aqui

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *