PSD: Fávaro pode estar a um passo de perder o comando

Escrito por:
Fávaro pode ter errado o “pulo”
(Única News)

Depois de ter sido um dos apoiadores para a reativação do Partido Social Democrático (PSD) em 2011, Carlos Fávaro poderá vir a perder o comando da sigla em Mato Grosso, uma vez que sem cargo de importância, já que renunciou ao cargo de vice-governador na manhã de ontem, os interesses do partido são por continuar na base do apoio a Pedro Taques (PSDB), governador do Estado.

Permanência dos quatro abortou planos de Fávaro
(Folhamax)

Pretendendo “arredondar” a sigla com a inicial propalada saída do partido de nomes de peso – como os dos quatro deputados estaduais Gilmar Fabris; Ondanir Bortolini, o Nininho; Pedro Satélite; e Wagner Ramos, Fávaro “colocou os bois na frente da carroça” e se deu mal.
Ontem, os quatro deputados reafirmaram sua permanência no PSD de Mato Grosso e externaram apoio a Pedro Taques, que tentará a reeleição.
Com isso, acrescido o descontentamento de Gilberto Kassab – presidente nacional do PSD – por Fávaro ter tentado tornar o partido independente, vislumbra-se uma intervenção no diretório mato-grossense para que o comando saia das mãos do ex-governador e seja passado para o grupo de deputados que se alinham a Pedro Taques e que possam ter seus interesses a defender, como é caso de Nininho, que está com “a corda no pescoço”  no tocante à CPI dos Incentivos Fiscais, por exemplo.
Também, não há de se descartar que Pedro Taques tenha tido uma “conversa de pé-de-ouvido” com Kassab, usando de sua influência como governador, para que o PSD se mantenha em sua base de apoio e some para sua reeleição.
Como aconteceu com o PPS.
Em se tratando de política, tudo é possível!

Continue Lendo


Opine aqui

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *