Reginaldo Santos cobra ponte de concreto no Jardim das Flores

Escrito por:
Vereador quer solução definitiva para o problema

O vereador Reginaldo Santos (CIDADANIA) voltou a solicitar do Poder Executivo de Rondonópolis, uma solução para a ponte sobre o córrego Lajeadinho, que liga o Jardim das Flores a mais de 20 bairros da cidade.
A passagem, que fica na Avenida Ponce de Arruda, está interditada há mais de 8 meses, com sérios problemas na estrutura de madeira.
Para o parlamentar, um trabalho de recuperação resolverá, parcialmente, o problema. Segundo Reginaldo, há pelo menos 10 anos a ponte é interditada e depois da execução de serviços paliativos, é liberada. “No período das águas, a estrutura de madeira sofre muito com as cheias. Não compensa reformar; também não vejo vantagem em fazer uma nova ponte de madeira. Este tipo de ação só retarda o problema, mas com o passar dos anos aparecerá de novo”, explica.
Destaca ele que a reforma para a ponte de madeira foi assinada recentemente e custará aos cofres públicos quase R$ 130 mil. “Uma nova estrutura, feita de concreto custaria de 60% a 70% acima deste valor, mas com uma grande diferença, além de que a manutenção de uma ponte de concreto é apenas preventiva e acontece com longos intervalos. Já a ponte de madeira precisa de manutenção constante e quase sempre de novas peças. Isso encarece o serviço. Tenho certeza que o dinheiro gasto nos últimos 10 anos, com medidas paliativas, pagaria o projeto de concreto com sobras”, afirma.
Enquanto o problema não é resolvido, os moradores do Jardim das Flores só conseguem passagem, com segurança, para outros pontos da cidade pela Avenida Bandeirantes.
O bairro foi fundado em 1988 e abriga quase 400 famílias.


Opine aqui

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *