Retorno à Idade Média

Escrito por:
Crianças também receberão o mesmo tratamento
(Ilustrativa/goregrish.com)

Extremamente preocupante o documento de 30 páginas sobre Política de Saúde Mental, Álcool e outras Drogas, divulgado ontem pelo Ministério da Saúde (MS), que avaliza o uso de eletro-choques e reforça a possibilidade da internação de adultos e crianças em hospitais psiquiátricos, nos moldes dos manicômios, que foram extintos no Brasil no final da década de 1970 do século passado, após intensa luta anti-manicomial.
O coordenador Geral de Saúde Mental, Álcool e Outras Drogas do MS, Quirino Cordeiro, que assina a nota técnica, defendeu o destaque dado ao tratamento, que – segundo ele -, visa orientar gestores do SUS sobre a política de saúde mental, sobre o uso da eletro-convulsoterapia – nome técnico do tratamento por eletro-choques, considerado obsoleto (e desumano) há mais de 30 anos.
As técnicas que “planejam” reeditar, atingindo doentes, pobres, negros e outros membros de minorias, se assemelham, cada vez mais, às torturas e aos extermínios praticados na Idade Média e pelo nazismo de Adolf Hitler.
Podem acreditar, que não são meras coincidências!


Opine aqui

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *