Rim biônico substituirá hemodiálise

Escrito por:

Desenvolvido por um grupo de universidades americanas, o “Projeto do Rim” será de suma importância aos seres humanos.
O projeto desenvolveu um rim biônico, que combinará elementos eletrônicos e também orgânicos, e seu tamanho será similar aos órgãos cuja função assumirá, significando grande avanço na melhoria da qualidade de vida para as pessoas que dependem do dispositivo de hemodiálise externo, para sobreviverem.
O dispositivo será capaz de filtrar o sangue da pessoa com insuficiência renal continuamente, sem a necessidade de visitas periódicas ao hospital para sofridas sessões de 3 a 5 horas, como ocorre atualmente, oferecendo uma nova esperança às pessoas cujos rins já não podem atender às necessidades do corpo e que estão à espera em uma fila transplante. “Estamos criando um dispositivo bio-híbrido que pode copiar o rim e é capaz de eliminar resíduos suficientes sem que o paciente precise fazer a hemodiálise”, disse o Dr. William H. Fissell, nefrologista e professor da Universidade Vanderbilt em Nashville, nos Estados Unidos.
O rim será implantado por meio de cirurgia e possuirá um microchip de silício que funcionará como um filtro. Cada unidade terá 15 camadas de microchips filtrantes – que utiliza os mesmos processos de nanotecnologia de silício, que foram desenvolvidos pela indústria de microeletrônica para computadores e equipamentos de tecnologia da informação- , com os médicos utilizando células renais vivas com objetivo de que possam simular as atividades naturais dos rins, bem como células de rim vivas que, de acordo com o Dr. Fissell.
Composto também de componentes biológicos e tecnológicos, o tamanho do rim biônico será semelhante ao de uma pequena lata de refrigerante. De acordo com seus desenvolvedores, este dispositivo está fora do alcance da resposta imune; ou seja, das defesas do próprio organismo, afirmando que o corpo não o rejeitará.
O projeto está em fase de testes e deve ser concluído até 2020.
Da Redação com Revista E


Opine aqui

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *