Rodrigo da Zaeli questiona interrupção do transporte escolar

Escrito por:
Rodrigo cobra a regularização do serviço

Mais uma vez os estudantes que dependem do transporte escolar para irem até a escola, ficarão sem aulas em Rondonópolis. A notícia não agradou o vereador e presidente da Câmara Municipal de Rondonópolis, Rodrigo da Zaeli (PSDB).
Segundo informações repassadas pela empresa Cooperativa de Transportes de Mato Grosso – Cootermat, que presta esse serviço à Prefeitura, o Executivo não efetua o pagamento desde novembro de 2017, gerando um déficit de R$ 400 mil. Sem dinheiro para abastecer, os veículos estão parados no pátio da Secretaria Municipal de Educação, prejudicando milhares de alunos, principalmente da zona rural do município.
“Há coisas que são aceitáveis, mas deixar as crianças sem aula não podemos aceitar. É um problema que está demorando para ser resolvido e quem está pagando o preço são as crianças, que perdem dias de aula. A pergunta é: quem vai reaver este dia, porque os professores estão lá para ministrar a aula para os que foram para a escola, ou seja, terão seu dia pago? Se for repor, o município pagará duas vezes pelo serviço. O prefeito tinha que pagar a cooperativa em dia e, se está descontente com o contrato, como ele mesmo diz, que reveja e contrate uma outra empresa. O que não se pode é permitir que as crianças percam aula”, disse Zaeli.
O legislador explica ainda que a Educação é um direito garantido pela Constituição Federal (CF) e precisa ser cumprido. “Não podemos permitir e admitir várias interrupções do transporte escolar, na nossa cidade. Esperamos urgência nesta solução, do prefeito Zé Carlos do Pátio e da gestora da pasta, professora Carmem. No ano passado nossas crianças sofreram no final do ano e este ano não admitiremos que ocorra novamente”, finalizou.

Continue Lendo


Opine aqui

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *