Rondonópolis fecha a semana com 20 óbitos

Contágio rápido aumentou o número de óbitos (Reprodução/TV Globo)
Contágio rápido aumentou o número de óbitos
(Reprodução/TV Globo)

Do sábado passado (28) até hoje (4), Rondonópolis passou de 47 para 67 óbitos, totalizando 20 vítimas fatais  pelo coronavírus, num espaço de sete dias, numa média de quase 3 mortes por dia.
Preocupante também, é o aumento dos casos confirmados que somente nas 24 horas chegaram a 239, que podem ficar sob isolamento domiciliar ou evoluir para a necessidade de internação em UTI, sobrecarregando ainda mais a disponibilidade de leitos nas unidades hospitalares da cidade, o que já ocasionou, pelo menos, duas mortes na cidade.
E o mais irônico nisso tudo, é que ainda há quem continue descumprindo o distanciamento social, o toque de recolher e se posicionando contra o fechamento total do comércio.
Talvez, quando começarem a morrer pessoas nas casas e também nas ruas, por insuficiência de medicamentos específicos e leitos hospitalares – provocada pela falta de medidas rígidas de fiscalização e pela rapidez do contágio – esses insensíveis, evitando de usar um termo mais pesado,  se deem por satisfeitos.