Rondonópolis poderia adotar modelo implantado em Cuiabá

Escrito por:
Prático e cômodo
(G1 MT)

Rondonópolis, apesar de sua crescente população e seu importante papel de segundo maior polo econômico-social de Mato Grosso, anda a passos de tartaruga quanto à modernização urbanística, de lazer e também quanto a assuntos que não demandam altos custos, que podem oferecer comodidade aos usuários do transporte coletivo urbano.
Exemplo disso, é o projeto da Prefeitura de Cuiabá que prevê a construção de 82 pontos de ônibus, usando a estrutura de contêineres usados para transporte de cargas (que serão restaurados, com previsão de vida útil de 15 anos), por meio de parceria com empresas privadas interessadas em custear o projeto, podendo, em troca, usar o espaço para publicidade.
Segundo as secretarias de Mobilidade Urbana (Semob) e a Extraordinária dos 300 Anos, da Prefeitura cuiabana, os pontos ainda usarão placas solares para a iluminação e terão pontos de USB para recarga de celulares, além de uma biblioteca com livros e jardins suspensos, que serão cobertos por plantas ornamentais.
As empresas terão prazo mínimo de cinco anos para exploração, com a possibilidade de ampliação desse período, o que depende da legalidade dos trâmites institucionais.
Modernizar a cidade serve como referencial de bem viver e de visão de futuro!
Da Redação com G1 MT

Continue Lendo


Opine aqui

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *