Será que chegou a vez de Aécio?

Escrito por:
Será a vez do “santo” das Minas Gerais?
(Folha de Tucuruí)

Na sessão de hoje, a Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal – composta pelos ministros Marco Aurélio (relator do caso); Rosa Weber; Luís Roberto Barroso (presidente da Turma); Luiz Fux; e Alexandre de Moraes – além das denúncias contra Jair e Eduardo Bolsonaro, também julgará denúncia apresentada no dia 02 de junho do ano passado, pela Procuradoria-Geral da República, contra Aécio Neves; sua irmã Andréa Neves; Frederico Pacheco de Medeiros – primo de ambos; e Mendherson de Souza Lima, ex-assessor do senador Zezé Perrella (PMDB-MG), dentro do caso que ficou conhecido como “O Escândalo da JBS”, que estourou no ano passado.
O pedido da PGR pede a condenação pelos crimes de corrupção passiva e obstrução de Justiça (para os demais, a denúncia só fala em corrupção passiva). Além disso, a PGR pede que Aécio e Andréa Neves paguem multa de R$ 6 milhões: R$ 2 milhões da suposta propina e mais R$ 4 milhões de danos morais.
Se a denúncia for aceita, Aécio se tornará réu em mais uma ação no STF, onde responde a mais outras sete anteriores. Na sequência, será aberto o prazo para a coleta de provas, depoimentos de testemunhas e outros, dentro da “fase de instrução”.
Aécio não será penalizado pela Lei da Ficha Limpa e poderá participar das eleições deste ano, já que a lei não impede a participação de réus no pleito.
Apenas, de condenados por um tribunal colegiado.
Será que haverá “bateção de panelas” nas cozinhas-gourmet e discursos em defesa a ele, nas redes sociais?
Da Redação com BBC Brasil


Opine aqui

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *