Superintendente da PRF MT faz um balanço da Operação Carnaval 2018

Escrito por:
Cadidé considerou positiva a operação deste ano

Como em todo o Brasil, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) em Mato Grosso encerra nesta quarta-feira de Cinzas, a Operação Carnaval, deflagrada na sexta-feira (09) em todas as rodovias federais do País, com restrições de tráfego para veículos de carga das 16 às 22h na sexta e na terça-feira, especialmente em pontos estratégicos com maior incidência de acidentes.
Atendendo solicitação do Blog Estela Boranga comenta, o superintendente da Polícia Rodoviária Federal em Mato Grosso, inspetor Aristóteles Cadidé fez um balanço da Operação Carnaval deste ano considerando como positivos os resultados, apesar do período do período chuvoso e do grande fluxo de veículos de carga, razão do escoamento de safra.
Segundo adiantou Cadidé, no período carnavalesco deste ano, a PRF MT registrou 65 acidentes de trânsito (07 deles graves) e quatro mortes, enquanto no ano passado, foram 52 acidentes de trânsito, com 8 deles graves, que resultaram em três mortes.
Álcool-direção
Destacando que a combinação álcool-direção é um dos fatores mais preocupantes da PRF, o superintendente repassou que na operação deste ano, foram fiscalizadas cerca de 4 mil pessoas e 3.800 veículos, realizados 1.455 testes do etilômetro (bafômetro), resultando em 34 pessoas multadas e 09 detidas.
Em 2017, os policiais rodoviários fiscalizaram 7.985 pessoas e 6.514 veículos, realizando 2.897 testes do bafômetro, que resultaram em 74 multadas e 15 detidas.
Excesso de velocidade
No tocante ao excesso de velocidade, o inspetor afirmou que os radares flagraram mais de 1.500 pessoas trafegando acima da velocidade máxima permitida, registrando ainda 520 ultrapassagens indevidas, 160 motoristas e passageiros sem o cinto de segurança e 22 casos de crianças sem a cadeirinha, além da detenção de 35 pessoas envolvidas em diversos crimes, como crime ambiental, tráfico de drogas, contrabando, descaminho e roubo de veículos.
Paralelamente, foram recuperados 02 veículos tomados em assalto; apreendidos 185 m3 de madeira  extraída ilegalmente e 6,4kg de cocaína.
Em 2017, foram flagrados 1.380 motoristas trafegando acima da velocidade máxima permitida, 557 ultrapassagens indevidas, 10 motoristas sem o cinto de segurança e 39 casos de crianças sem a cadeirinha, além da prisão de 31 pessoas por diversos crimes.
Período crítico
“O Carnaval, é um dos períodos mais críticos do calendário nacional de operações da PRF, pois registra grande fluxo de veículos nas rodovias federais, fazendo com que a combinação de álcool com direção seja uma das principais preocupações da corporação”, disse Cadidé, afirmando que mereceram atenção ainda outras conduta considerada mais gravosa como a falta de equipamentos de segurança (capacete, cinto de segurança e cadeirinhas para crianças).
Ao analisar os números da operação Carnaval 2018, o superintendente da PRF MT, frisou que a estratégia da Polícia Rodoviária Federal, tem permitido melhorar os números. “Estamos em período chuvoso e na época de escoamento de safra. Precisamos manter esse nível de monitoramento, continuar investindo em tecnologia e interagindo com outras entidades, de forma a garantir melhoria na segurança do trânsito e, especialmente, das pessoas.  A melhoria nas relações e o planejamento operacional entre a PRF, a concessionária das rodovias e o DNIT, em relação às obras de manutenção e duplicação, têm propiciado menores congestionamentos e melhoria na fluidez do trânsito. Não houve congestionamentos neste período”, observou o superintendente.
A Operação Carnaval 2018 foi mais uma etapa da Operação RodoVida, iniciada no dia 22 de setembro de 2017 e que se encerrará no dia 18 deste mês, bem como a Arranca Safra-Safra Segura, que é desenvolvida em parceria com a concessionária das rodovias federais em Mato Grosso e com o DNIT/MT.

Continue Lendo


Opine aqui

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *