Tabela pode ligar Temer à propina dos portos

Escrito por:
Tabela ligaria Temer às propinas do Porto de Santos
(Poder Naval)

A Polícia Federal (PF) anexou ao inquérito que investiga Michel Temer por corrupção nos portos, uma tabela que aponta pagamentos de empresas do setor portuário – área comandada pelo MDB há décadas – a ele e seus aliados.
Isso abre possibilidade de Temer ser alvo de uma terceira denúncia, depois de já ter sido denunciado por corrupção e comando de organização criminosa.
A tabela é conhecida das autoridades desde os anos 90, quando foi apresentada pela ex-mulher de um ex-presidente da Codesp, órgão que administra o porto.
O documento fez parte de outro inquérito, que tramitou no Supremo Tribunal Federal (STF), mas foi arquivado em 2011, na parte relativa a Temer, por decisão do ministro Marco Aurélio Mello. O arquivamento ocorreu depois que Temer (MDB) se tornou vice-presidente de Dilma Rousseff (PT) e o conteúdo da tabela foi divulgado pela “Folha de S. Paulo”.
Datada de agosto de 1998 e intitulada “Parcerias realizadas – concretizadas / a realizar”, a tabela traz iniciais de nomes ao lado de percentuais e valores relacionados a seis itens, incluindo a Rodrimar e a Libra, empresas que administram terminais de portos em Santos (SP), feudo político de Temer.
O papel indica “MT”, numa possível referência a Michel Temer, ao lado dos registros “3,75%, $ 640.000,00” no espaço que trata da Libra, cuja “participação” era de 7,5%, com um “saldo a receber” de “$ 1.280.000”.
As iniciais TM também estão ao lado do nome da Rodrimar – que também administra porto em Santos – com a cifra de “$ 600.000” e é um dos alvos da apuração aberta em 2017, pela Polícia Federal.
Da Redação com Brasil 247


um comentário

  1. Ele vai ter saída a “lá Lula”. Não sabe de nada. Não viu nada. E, talvez, vai mandar seus acusadores enfiar o processo no “forevis”.

Opine aqui

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *