Ação conjunta desmantelou a quadrilha
(Divulgação/PJC)

Em ação conjunta das Polícias Civil, Militar e Rodoviária Federal, foi desmantelada ontem, uma quadrilha envolvida no roubo de uma carreta Scania 113 – placas de Lucas do Rio Verde – e uma carga de 38 toneladas de soja ocorrido em Poxoréo, na terça-feira (09), em operação policial realizada em Guiratinga e Alto Garças (na região Sul do Estado), que resultou na prisão de cinco pessoas em flagrante, na recuperação da carga e do bitrem utilizado para transporte da mesma e na apreensão de armas e munições.
Presos
Foram presos o motorista responsável pelo transporte da carga Jandimar Vilela de Freitas (35), o batedor e responsável pelo monitoramento do caminhão, Arlan Ferreira da Silva (44), o agenciador do produto, Samir Rodrigo Konrad (32) e o comprador da carga roubada, Jorge Mendes de Paula (42). A proprietária da fazenda em que a carga foi descarregada, M.F.S.K., 45, também foi presa em flagrante e responderá pelos crimes de posse ilegal de arma de fogo e munições,  encontradas em sua propriedade.
A ação teve início após as forças de segurança serem informadas de que o veículo carregado de soja, roubado na terça-feira na região de Jaciara era monitorado e estava seguindo no sentido a Guiratinga. Diante das informações, os policiais seguiram para a MT-110, conseguindo localizar o bitrem Scania 113.
A abordagem

Carga foi descarregada no armazém da fazenda
(Divulgação/PJC)

Ao ser abordado, o motorista disse que foi contratado para conduzir o caminhão até a Fazenda Central II e descarregar a soja. De lá, ele deveria seguir para Guiratinga, onde uma pessoa que estava monitorando o veículo iria buscá-lo. Logo em seguida, os policiais realizaram a abordagem do suspeito que estava em um veículo Agile preto, o qual confirmou a versão do motorista, por cujo serviço receberia a quantia de R$ 1,2 mil.
Continuando as diligências, os policiais seguiram até a fazenda em que foi descarregada a soja, onde foram recebidos pela dona da propriedade. No primeiro momento, a proprietária negou que os grãos foram descarregados no local, porém, após ser informada de que um caminhão com as mesmas características do mencionado foi desabastecido no armazém, ela confirmou que a carga seria guardada na fazenda a pedido de um dos suspeitos.
Com a autorização da proprietária, os policiais realizaram buscas na casa da fazenda, onde encontraram duas espingardas, sendo uma de calibre 22 e a outra uma carabina calibre 38, além de nove munições calibre 38 e 45 munições calibre 22.

Assaltante foi detido pela PRF

Um homem de 46 anos preso na manhã de hoje, em Cascavel, no oeste do Paraná, é apontado como o líder da quadrilha que roubou cerca de R$ 120 milhões da transportadora de valores Prosegur na segunda-feira, 24, em Ciudad del Este, no Paraguai, segundo a Polícia Federal (PF).
Denúncia
O suspeito foi detido pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) na Unidade Operacional Cascavel da PRF, na BR-277. Ele era passageiro de um ônibus que fazia a linha entre Foz do Iguaçu e Curitiba.
A PRF havia recebido uma denúncia anônima de que um passageiro suspeito, com as roupas sujas de lama, havia embarcado no veículo, na rodoviária de Cascavel. Com as roupas sujas e a bota molhada, ele tinha ainda vários arranhões pelo corpo.
Nervoso, o homem apresentou uma carteira de habilitação falsa aos policiais rodoviários federais.
Após descobrirem a sua verdadeira identidade, os agentes da PRF constataram que havia um mandado de prisão contra ele.
Com residência em São Bernardo do Campo (SP), o homem acabou por admitir participação no roubo em território paraguaio.
Dentro da lixeira do ônibus também foram apreendidos cerca de meio quilo de maconha e uma pequena porção de haxixe.
Operação conjunta
Até o início da tarde, 11 pessoas haviam sido presas durante a operação desencadeada em conjunto pelas Polícias Federal, Rodoviária Federal, Militar e Civil em toda região oeste do Paraná. Barreiras e blitze estão sendo feitas em rodovias para prender o restante da quadrilha. Helicópteros auxiliam nas buscas.
Reféns
O cerco aos assaltantes não evitou o pavor dos moradores. Durante a madrugada, um grupo de 11 trabalhadores que dormia em uma residência, no município de Santa Helena, a 120 quilômetros de Foz do Iguaçu, foi feito refém.
Os criminosos entraram na casa anunciando que eram da polícia, roubaram uma van e obrigaram todos a entrar no veículo. A van foi abandonada em uma comunidade chamada Sede Alvorada, na região de Toledo, e os trabalhadores, que estão em Santa Helena para reformar um silo, liberados.
Malotes apreendidos

Quatro malotes foram apreendidos, até agora
(Foto: Divulgação/PRF)

Todos os presos até agora são de nacionalidade brasileira. A polícia não divulgou nomes. Os agentes ainda apreenderam cinco fuzis, quatro malotes com dinheiro nas moedas guarani, real e dólar, cujo total está sendo contabilizado, sete carros, dois barcos, sete quilos de explosivos, uma metralhadora calibre ponto 50 e coletes balísticos da PRF e da Polícia Civil.
Mansão
Em Ciudad del Este, agentes da Polícia Nacional do Paraguai identificaram uma mansão que provavelmente tenha sido usada pela quadrilha, como base antes do assalto. Quatro peritos da Polícia Federal e um papiloscopista trabalham em conjunto com a polícia paraguaia, em busca de vestígios biológicos e digitais.
“Pode acontecer de o criminoso ser abordado sem materialidade, mas se o DNA bater, ele pode estar vinculado ao local do crime”, explicou o delegado-chefe da PF, Fabiano Bordignon.
Os policiais já colheram DNA de cinco presos.
Segundo Bordignon, o crime exigiu planejamento e não foi feito por amadores. Um gabinete de gestão de crise foi montado na Delegacia da Polícia Federal em Foz do Iguaçu, para centralizar as investigações que também tem apoio das Polícias Rodoviária Federal, Civil e Militar.
Com Estadão / O PR
Assista ao vídeo: (G!)

Ladrão foi preso pela PM
(Foto: Divulgação/PM SP)

Uma idosa de 92 anos ficou gravemente ferida após ser agredida durante um assalto na tarde de ontem, em Franca (SP). Imagens da câmera de segurança de uma loja mostram o momento em que o suspeito puxa a bolsa da vítima com violência e a joga no chão. Ele foi preso logo em seguida.
Segundo informações da Polícia Militar, a aposentada Arminda Pereira Abrahão seguia para um supermercado, quando foi surpreendida pelo ladrão. No vídeo é possível ver a idosa caminhando pela Rua Prudente de Morais, no bairro Cidade Nova, e a aproximação do suspeito. Ele arranca a bolsa que levava R$ 49 e sai correndo, enquanto a vítima cai no chão, bate a cabeça e fica imóvel.
A polícia foi chamada por testemunhas e conseguiu identificar o suspeito com ajuda das imagens. O homem, de 46 anos, foi localizado nas imediações do local do crime, e preso em flagrante. Ele estava com a bolsa da idosa, que foi reconhecida por familiares da vítima.
Arminda sofreu ferimentos na cabeça e foi levada inconsciente para a Santa Casa de Franca. Segundo o hospital, ela está internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e respira com a ajuda de aparelhos. O estado de saúde é considerado grave e ela corre risco de morte.
À polícia, o suspeito negou o assalto. Ele foi levado ao Centro de Detenção Provisória (CDP) de Franca.
Com G1 SP

https://youtu.be/U7WGAl4tc6g

Vídeo: Youtube